domingo, junho 16, 2013

6.ª Marcha pela Água: cada um é uma gota, juntos formamos corrente!

Sob o lema "cada um é uma gota, juntos formamos corrente", decorreu no passado Sábado, 8 de Junho, a 6.ª edição da Marcha pela Água - Marcha Azul.

Esta actividade, promovida pelo Ecoclube Júlio Dinis e pela Associação Amigos do Cáster, com a colaboração da Câmara Municipal de Ovar, levou os membros das duas associações, bem como vários cidadãos, a percorrer as diversas fontes de Ovar com o objectivo de promover este importante património histórico e cultural da Cidade, bem como de sensibilizar para a necessidade de preservar a água enquanto bem escasso e indispensável à vida (de acordo com o preconizado na Declaração Universal dos Direitos da Água).

Assim, durante uma cinzenta tarde de Sábado, os participantes neste percurso cultural e ambiental - que se tem realizado, anualmente e de forma ininterrupta desde a sua primeira edição, em 2008 - visitaram a Fonte da Vila, a Fonte da Mota, a Fonte dos Pelames (todas recentemente alvo de intervenções de requalificação promovidas pela Câmara Municipal de Ovar no âmbito da construção do Parque Urbano de Ovar), a Fonte das Luzes, a Fonte da Arruela, a Fonte dos Combatentes (esta última alvo de obras de requalificação concluídas em 2009) e a Fonte Júlio Dinis (cujas obras de valorização terminaram em 2012).

Conscientes da obrigação moral do Homem para com as gerações presentes e futuras em proteger a água enquanto necessidade vital, os participantes na 6.ª Marcha pela Água - Marcha Azul contribuíram, simbolicamente, para a educação ambiental e para a sensibilização da população.

Destaque-se que, desde a primeira edição da Marcha pela Água - Marcha Azul, em 2008, a organização pode registar uma progressiva melhoria do estado de conservação e de limpeza das fontes da Cidade, o que demonstra o papel interventivo e sensibilizador das autoridades locais que podem ter actividades como esta.
Realce-se ainda que, durante o passeio, foi efectuada uma actividade de geocaching, relacionada com o tema, com atribuição de prémios à equipa melhor qualificada.



quarta-feira, janeiro 16, 2013

EXPANDING THE CLIMATE CHANGE CONVERSATION

"Evidence for climate change abounds, from the top of the atmosphere to the depths of the oceans."
 
Ver [aqui]

sábado, outubro 06, 2012

Eco-Passeio à Foz do Cáster

No próximo dia 14 de outubro a Associação Amigos do Cáster vai realizar um Eco-Passeio à Foz do Rio Cáster.
Esta atividade tem como objetivo dar a conhecer um pouco do património natural da nossa cidade, parte do percurso do Cáster e o local onde este desagua na Ria. Nesta zona podem avistar-se várias espécies de fauna, sobretudo aves e insetos, e flora características do habitat lagunar.
É uma atividade gratuita, sem fins lucrativos e de responsabilidade individual. Aconselha-se o uso de vestuário e calçado adequados a uma atividade pedestre ao ar livre, repelente de insetos, água, binóculos, máquina fotográfica e guias de aves.

Dificuldade: fácil


Percurso: plano
Ponto de encontro: Cais da Ribeira, às 9h15

Duração: 2h30
Como participar:
As inscrições devem ser feitas através do email
amigos.do.caster@portugalmail.pt, indicando o seu nome, n.º de telemóvel e endereço de correio eletrónico.

No caso das condições atmosféricas não permitirem, a iniciativa será adiada para data a agendar oportunamente.
 
 

quinta-feira, agosto 16, 2012

Eco-passeio | Rota dos Moinhos de Válega

No próximo dia 2 de Setembro a Associação Amigos do Cáster realizará um eco passeio pela Rota dos Moinhos de Válega.
Esta atividade tem como objetivo observar a paisagem deste local e identificar elementos da fauna e flora e distinguir a vegetação ribeirinha da de pinhal.

O eco passeio terá a duração de 2 horas e será feito o percurso junto ao Rio Negro.
É uma atividade gratuita, sem fins lucrativos e de responsabilidade individual. Aconselha-se o uso de vestuário e calçado adequados a uma atividade pedestre ao ar livre, água, binóculos e máquina fotográfica.

Dificuldade: fácil
Percurso: plano e acidentado

Ponto de encontro 1: Parque de Estacionamento da Senhora da Graça – 9h30.
Ponto de encontro 2: Parque de Estacionamento da Igreja Matriz de Válega – 9h50.

 A deslocação é da responsabilidade de cada participante, no entanto tentaremos potenciar a partilha de transporte.

 Como participar:
As inscrições devem ser feitas através do email amigos.do.caster@portugalmail.pt, indicando o seu nome, n.º de telemóvel e endereço de correio eletrónico.

sábado, julho 21, 2012

Eco-Passeio: Aveiro, Salinas e a sua Fauna | 29.07.2012

No próximo dia 29 de Julho, A Associação Amigos do Cáster irá promover o Eco-Passeio "Aveiro, Salinas e a sua Fauna".

O programa desta actividade - que será acompanhada por Francisco Romão Machado, colaborador da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) - inclui:
- visita à salina da Universidade de Aveiro;
- visita à lagoa da Universidade de Aveiro;
- visita à marinha da Troncalhada;
- almoço no parque de merendas da Taboeira;
- passeio pedestre na lagoa da Taboeira.

A saída de Ovar será pelas 8h30 no Parque da Senhora da Graça (em frente à Biblioteca Municipal de Ovar).

Como participar:

Esta é uma actividade sem fins lucrativos e de responsabilidade individual. Apesar da responsabilidade pelo transporte e almoço caberem a cada participante, tentaremos, no dia da actividade, potenciar a partilha de recursos.

Aconselhamos o uso de roupa e calçado confortáveis e adequados a uma actividade pedestre ao ar livre, bem como o uso de protector solar, água e binóculos.

Para inscrições e mais informações contacte-nos pelo email amigos.do.caster@portugalmail.pt indicando o seu nome, número de telemóvel e endereço de correio electrónico.

Participe!
Imagem: Câmara Municipal de Aveiro (www.cm-aveiro.pt)

sexta-feira, junho 08, 2012

ECO PASSEIO | DUNAS DE S. JACINTO

Eco Passeio Reserva Natural Dunas de S. Jacinto, domingo, 24 de junho





Neste dia a associação Amigos do Cáster e os seus amigos, vão explorar esta área com ajuda, mais uma vez, do colaborador da SPEA – Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, Francisco Romão Machado.

«A Reserva Natural das Dunas de São Jacinto é uma reserva natural (área destinada à proteção de habitats, flora e fauna selvagens) portuguesa, e situa-se no extremo da península que vai desde Ovar e São Jacinto. A oeste tem o oceano Atlântico e a este a ria de Aveiro. Esta área protegida tem cerca de 700 hectares, foi criada em 1979 e está integrada na Zona de Protecção Especial da Ria de Aveiro.


História

Os terrenos onde se localiza esta área protegida são relativamente recentes, tendo estes adquirido a sua forma actual entre os séculos X e XVII, e separam a Ria de Aveiro do mar. Até ao século XIX estes terrenos eram formados por areias em movimento que dificultavam a fixação de plantas; no final desse século iniciam-se os trabalhos de arborização, por parte dos Serviços Florestais, que se prolongaram até à década de 1930. Antes destes trabalhos existiam na zona inúmeros pântanos, local onde se dão os mosquitos, responsáveis, por exemplo, pela transmissão da malária. Esta foi uma das causas para a drenagem e secagem dessas zonas.

Em 1979 o Decreto-Lei nº 41/79 de 6 de Março cria a Reserva natural das Dunas de São Jacintocom o objectivo principal de proteger o sistema dunar e sua flora e fauna[6]. Em 1997 o Decreto Regulamentar nº 46/97, de 17 de Novembro a reserva é reclassificada, passando a ser dirigida pelo Instituto de Conservação da Natureza[5].



A que se deve a sua classificação
As dunas são estruturas bastante frágeis; como tal, faz todo o sentido salvaguardá-las para impedir o avanço do mar e proteger a biodiversidade nela existente, apesar de em 1979, aquando da sua classificação, a população de garças existente no local ter pesado para a tomada de decisão. A Reserva está integrada na Zona Especial de Protecção da Ria de Aveiro, importante área para a proteção das aves marinhas.»

Ao longo do ano, «Na reserva podemos observar:
Na praia: Fulmar-glacial (Fulmarus glacialis), Ganso-patola (Sula Bassana), Corvo-marinho-de-faces-brancas (Phalocrocorax carbo), Guincho (Larus ridibundus), Gaivota-de-asa-escura (Larus fuscus), Gaivota-tridáctila (Rissa tridactyla), Andorinha-do-mar-comum (Sterna hirundo)), Airo (Uria aalge), Torda-mergulheira (Alca torda), Papagaio-do-mar (Fratercula artica), Calhandrinha (Calandrela brachydactyla)[8]

Na duna primária: Borrelho-de-coleira-interrompida (Charadrius alexandrinus), Cotovia-de-poupa (Galerida cristata), Fuinha-dos-juncos(Cisticola juncidis), Pintarroxo (Carduelis cannabina)[8]


Na pateira: Pato-real (Anas platyrhynchos), Marrequinha-comum (Anas crecca), Piadeira (Anas penelope), Pato-negro(Melanitta nigra), Pato-de-bico-vermeho (Netta rufina), Arrabio (Anas acuta), Zarro-comum (Aythya ferina), Zarro-castanho (Aythya nyroca), Garça-branca(Egretta garzetta), Garça-cinzenta (Ardea cinerea), Colhereiro(Platalea leucorodia)[8]

Na mata: Pisco-de-peito-ruivo (Erithacus rubecula), Chapim-de-poupa (Parus cristatus), Chapim-preto (Parus ater), Chapim-azul (Parus caeruleus), Chapim-real (Parus major), Papa-moscas-preto(Ficedula hypoleuca), Gavião-da-europa (Accipiter nisus), Açor (Accipiter gentilis), Lagartixa-de-bocage (Podarcis bocagei), Cobra-rateira (Malpolon monspessulanus), Cobra-de-água-de-colar (Natrix natrix)»

Bibliografia: Wikipedia

O programa da atividade é o seguinte:

8:30 Ponto de encontro 1, parque de estacionamento da Sr.ª da Graça, em frente à Biblioteca Municipal de Ovar e Centro de Arte de Ovar
9:15 Ponto de encontro 2, chegada ao Centro de Interpretação da Reserva Natural da Dunas de São Jacinto – Enquadramento pela Dr.ª Angelina de Sousa Barbosa do ICNB, Instituto da Conservação de Natureza e Biodiversidade
9:30 Caminhada e observação de aves, com acompanhamento por Francisco Romão Machado, colaborador da SPEA - Sociedade Portuguesa para o estudo das Aves
12:00 Almoço
14:00 Encerramento da atividade



Condições de participação

Cada participante trará o seu almoço e poderá partilhá-lo com os restantes participantes. O número máximo de participantes será de 20. Para participar deverá enviar para carlos.m.ramos@sapo.pt, até quinta-feira, 22 de junho, os seguintes dados, i) nome completo, ii) endereço de correio-e, iii) número de telemóvel. O transporte será de responsabilidade própria, mas no próprio dia tentaremos organzá-lo e partilhá-lo. Participação gratuita. Esta é mais uma atividade sem fins lucrativos e de responsabilidade individual.

Aconselhamos o uso de roupa e calçados adequados, protetor solar, água e binóculos. 
Para mais informação, contacte, Carlos Ramos através do telemóvel, 964 205 415 ou consulte http://www.amigosdocaster.blogspot.com/ 




Reserva Natural Dunas de São Jacinto
Amigos do Cáster

Esta atividade será apoiada pelo ICNB. Este organismo será representado pela Dr.ª Angelina de Sousa Barbosa.
«Breves notas biográficas
Nasci na Murtosa, junto à Ria.


Tenho o curso de Serviço Social, tirado no Instituto Superior de Serviço Social em Lisboa.
Trabalhei nos serviços sociais do Ministério da Educação em Lisboa e a partir de 1977, fui trabalhar para o Parque Natural da Serra da Estrela e estive lá 28 anos. Exerci funções no sector de Informação e Divulgação com destaque para publicações, visitação, acções diversas de educação ambiental, apoio à investigação e estágios das universidades, estudo sobre o pastoreio e o Queijo da Serra com organização de concursos com a população local, levantamento e implantação da Rede de Percursos Pedestres de Grande Rota, com elaboração do Guia “À Descoberta da Estrela” e da carta na esc.1:50000 com o traçado dos percursos e outra informação sobre o Parque Natural.»
Esta atividade será apoiada pela SPEA. Esta organização será reporesentada pelo prof. Romão Machado


Biografia de Romão Machado
Professor aposentado. Ações de formação frequentadas no campo da fotografia:"A Fotografia na Ação Pedagógica", orientada pela Professora Dr.ª Isabel Cabrita Pereira APEVT; "Introdução à Fotografia de Aves", orientada pelo professor Dr. Ferrer Correia UNAVE;
"Fotografia de natureza" orientado pelo fotógrafo António Sá;
"Fotografia de Natureza e Vida Selvagem" , orientado pelo fotógrafo João Nunes da Silva;
"Digiscóping e Fotografia de Vida Selvagem", orientado pelo fotógrafo Luís Gomes "Faísca";
"Identificação de Limícolas", "Identificação de Aves de Rapina", "Identificação de Passariformes", orientado pelo Dr. Gonçalo Elias.
Sócio e colaborador da SPEA - Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, no campo da fotografia e acompanhamento em observações ornitológicas.
Colaborador da QUERCUS ao nível da fotografia.
Trabalho publicado nestas ligações (1), (2) e (3).

terça-feira, maio 29, 2012

ECO PASSEIO | RIA DE OVAR | Atualizado

3º Eco Passeio Ria de Ovar realizou-se no domingo, 27 de maio. Foi um passeio de barco pelo Canal de Ovar e Esteiro da Aldeia em Pardilhó, na Ria de Aveiro.
Hoje, todos sabemos mais sobre aves que ocorrem na Ria de Aveiro, conhecemos algumas embarcações de recreio que abundavam também nesta Ria desde os anos trinta e ainda explorámos mais um esteiro da ria de Aveiro: o Esteiro da Aldeia em Pardilhó. A partida e a chegada foram do Cais do Puchadouro. O convivio também foi garantido :) pela CENARIO e pelos Amigos do Cáster. O apoio técnico para observação de aves coube a Francisco Romão Machado, voluntário da SPEA.
Espero que se tenham divertido. Aos que não conseguiram vaga, seguramente haverão novas oportunidades. Divulgaremos em momento oportuno através dos nossos meios de comunicação.

Crónica do Francisco Romão Machado, colaborador da SPEA - Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves: «No  dia 27 de Maio o CENARIO – Centro Náutico da Ria de Ovar e os Amigos do Cáster organizaram o 3º Eco Passeio na Ria de Ovar com 25 participantes e algumas crianças.
Iniciou-se este evento com uma sensibilização à observação ornitológica com a colaboração de um representante da SPEA – Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves. Foi dada a conhecer esta ONG – Organização não Governamental, e os seus projectos de âmbito nacional e internacional relativos à conservação das aves e seus habitats. Seguiu-se a apresentação de um PowerPoint sobre a avifauna  da Ria de Ovar.
O início do passeio deu-se com o embarque no cais do Puxadouro, Válega com passagem pela Foz do Cáster e visita ao Esteiro da Aldeia (Pardilhó).
Durante o trajeto  foram registadas 12 ocorrências  de aves e feito o seu registo:

1) Milhafre negro – Milvus migrans, 2) Garça vermelha – Ardea purpúrea, 3) Andorinhão  - Apus apus, 4) Flamingo – phonicopterus ruber, 4) Garça branca – Egretta garzetta, 5) Pato real  - Anas platyrhynchos, 6) Gaivota de asa escura – Larus fuscus, 7) Fuinha dos juncos – Cisticola juncidis, 8) Garça real  ou cinzenta – ardea cinerea, 9) Maçarico de bico direito – limosa limosa, 9) Pilrito de peito escuro – Caladris alpina, 10) Borrelho grande de coleira – Charadrius hiaticula»

ECO PASSEIO | TRILHO DA FLORESTA

No passado dia 30 de Abril os Amigos do Cáster realizaram um eco passeio pelo Trilho da Floresta, em Ovar. Este trilho é um percurso pedestre que se inicia junto do Clube de Caça e Pesca, seguindo para o interior do perímetro florestal das dunas de Ovar.
Esta atividade iniciou-se cerca das 10 horas e terminou pelas 13 horas. Contou com cerca de uma dezena de pessoas e teve como objetivo observar fauna e flora.

Flora observada:




Acácia (Acacia melanoxylon)


Mimosa (Acacia dealbata)


Campainhas do diabo (Briza maxima)


Sargaço (Cistus salvifolius)

Feto de pinhal (Pteridium aquilinum)

Maio amarelo ou giesta amarela (Cytisus multiflorus)


Pinheiro bravo (Pinus pinaster)


Maio branco ou giesta branca (Cytisus scoparius)



Urze (Calluna vulgaris)


Camarinheira (Corema album)






Musgo (Bryophytos sensu stricto)



Líquenes (Usnea)

 
 

Líquenes (Parmelia caperata))



Fauna observada:




Aranhas (não identificadas)


Abelhão (Bombus terrestris)


Borboletas (Lepidoptera)


Espécie não identificada

Alvéola (Motacilla alba)


Pardal comum (Passer domesticus)