terça-feira, outubro 13, 2009

POLUIÇÃO NO RIO CÁSTER



Valeu a pena denunciar - Mais uma vez, o rio Cáster foi alvo de um atentado ambiental, desta vez a partir de um dos seus afluentes, em concreto a ribeira da Srª. da Graça.
No passado dia 13 de Setembro, diversos populares foram confrontados com um cenário desolador ao longo da ribeira da Srª. da Graça, imediatamente atrás do Mercado Municipal de Ovar, ao depararem com centenas de peixes mortos e água com bastante espuma e tonalidade branca.



Prontamente, estes cidadãos estabeleceram contacto com a Associação Amigos do Cáster, e consequentemente esta associação recorreu à entidade competente para averiguar este tipo de ocorrências: a Equipa de Protecção da Natureza e Ambiente de Ovar, G.N.R. – Ovar.
De uma forma bastante célere, esta equipa da GNR deslocou-se ao local da denúncia e fez as primeiras recolhas de amostras de água. De seguida, a GNR - EPNA e alguns elementos da Associação Amigos do Cáster, partiram para áreas a montante desta zona da ribeira, e depararam com um trecho da ribeira, ainda na freguesia de Ovar, onde se verificava um forte contraste entre águas límpidas e águas fortemente poluídas. Foi neste momento que, com grande contentamento, sentimos que o prevaricador tinha sido localizado.
Após algumas investigações mais profundas, os responsáveis pela empresa que originou este crime ambiental foram chamados ao local. Embora tivessem demonstrado licença de descarga, e apesar de os resultados da análise às amostras recolhidas ainda não serem conhecidos, pelas consequências desta descarga, facilmente se pode prever que estas descargas violam a lei, e pior do que isso provocam danos bastante graves a este habitat e respectivos seres vivos que nele habitam.
Este caso é a demonstração cabal que o Estado disponibiliza à comunidade ferramentas que lhe possibilita lutar pelos seus interesses, que vale a pena ser perseverante e denunciar.
Na eventualidade deste tipo de acontecimentos se repetirem, aceda ao "menu" "contactos" dos Amigos do Cáster, disponíveis no seu site www.amigosdocaster.org ou dirija-se directamente à G.N.R. - E.P.N.A. através destes contactos telefónicos, 256 572 629 – 808 200 520. Intervenha para uma melhor qualidade de vida no seu concelho!

Texto:Associação Amigos do Cáster.
Fotografias: Duarte Regalado


Artigo publicado no jornal Praça Pública

7 comentários:

Casainho disse...

Força! E relatem publicamente esses acontecimentos como o fizeram neste caso.

Boa sorte ;-)

Anónimo disse...

Todos nós somos responsáveis se virmos uma situação destas e ficarmos de braços cruzados. Espero sinceramente que todos os que se deparem com estes cenários os denunciem às autoridades. Força!
Ricardo Reis

bravosdomindelo disse...

boa!

Anónimo disse...

Muito bem! Continuem atentos!Precisamos muito dos Amigos do Cáster!

Anónimo disse...

Parabéns pela actuação dos Amigos do Caster.
Rui Ferreira

Anónimo disse...

Queria alertar para o facto de a zona de mata do rio Caster junto ao Pavilhão da Lavandeira de Sanra Naria da Feira, estar a ser alvo de uma desbastação que coloca em risco para além da flora existente, a fauna (sobretudo de diversidade ornitológica) que aí existe. As aves inclusivé colocam os seus nihos nessa área, que agora ficarão em perigo.
Ana Sousa

Carlos Ramos disse...

Olá Ana Sousa,

Por favor, envie-me os seus contactos para o endereço de correio-e carlos.m.ramos@sapo.pt
Garanto-lhe confidencialidade.

Os melhores cumprimentos, Carlos Ramos.