sábado, setembro 18, 2010

08| AMBIENTE E IMAGENS DISPERSAS 2010 - CARLOS PINTO COELHO

O júri do “Ambiente e Imagens Dispersas 2010” começou o árduo trabalho de escolher as fotografias premiadas na edição deste ano. Como tem sido tradição convidamos para membros do Júri o Vereador do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Ovar, Vitor Ferreira, um fotógrafo vareiro, Duarte Regalado, um fotógrafo nacional, Eduardo Barrento, e, este ano, Carlos Pinto Coelho. “Este foi o ano em que finalmente consegui concretizar um desejo antigo… Trazer a Ovar, Carlos Pinto Coelho” confessou Carlos Ramos, coordenador do Concurso. Antes da labuta um merecido almoço com, utilizando uma expressão do convidado de honra, “… uma mistura muito saborosa de pessoas…”. Fez mais de 500km para estar connosco. Deixou o seu refúgio em S. Miguel de Manchete, entre Évora e o Redondo, onde guarda os seus “tesouros” e onde fica o seu rafeiro alentejano “Deco”. Começou por nos contar que tinha vindo, ontem, de S. Miguel – Açores, onde foi membro do júri das “Maravilhas de Portugal”. Aliás, pelo que soubemos, ser membro de júris de fotografia é algo de recorrente na sua vida. Assim como a fotografia... Com mais de oitenta exposições fotográficas já efectuadas o que ele gosta mesmo é de retratos, pessoa “…gente, gente, gente…”. Mas, em mais de duas horas que pareceram 5 minutos, houve tempo para falar do Acontece, do Herman, da Mariza, do Rodrigo Leão, para partilhar algumas recordações sobre Moçambique, do Conjunto Oliveira Muge, da sua proposta de criação da Secretaria de Estado da Lusofonia, da mudança do Instituto Camões para o Ministério da Cultura, da alteração que deveria existir nas programações da RTP Internacional e RTP África, da importância que a CPLP deveria ter na difusão da Portugalidade… Foi uma aula…Um deliciosa aula… E o que reteve quem esteve naquela mesa? Penso que uma pergunta… A pergunta que ele faz a todos os alunos quando chegam às suas aulas de jornalismo… “Porque estás aqui? ”… Foi essa a pergunta que a Sara levou para casa… A resposta cabe a cada um de nós… Para as pessoas que estão nesta Associação… Estamos pelo futuro, pelos mais novos e pela possibilidade de lhes deixar algo… Um mundo ambientalmente mais correcto.
P.S.: Carlos Pinto Coelho lançou para cima da mesma um enigma que assustou todos os presentes, será Carlos Ramos a reencarnação de Carlos Paião? Ambos têm a mesma altura, a mesma fisionomia, barba, a mesma formação (Engenharia) … Será que é desta que vamos ver o Carlos a cantar o “Pó de Arroz”? 

1 comentário:

Rafael Amorim disse...

Um pequena correcção: O Carlos Paião, de acordo com a wikipédia, era licenciado em Medicina. Todavia, podemos atestar que tanto o Carlos Paião, tal como o Carlos Ramos,gostava dos Abba!