segunda-feira, junho 21, 2010

DUNAS | PISOTEIO


Os últimos dias de forte calor, que antecipam a chegada do Verão, tem levado centenas de pessoas as Praias de Ovar.
Confrontados com a diminuição do areal, muitos dos banhistas optam por fazer praia em cima das dunas na zona norte da praia do Furadouro.
Este é um cenário que os “Amigos do Caster” são obrigados a repudiar e a alertar as autoridades competentes para uma maior fiscalização e sensibilização.
Diversos artigos, e comunicados, teem sido emitidos por esta Associação sobre a importância dos sistemas dunares, bem como sobre a consequência da sua destruição para os actuais fenómenos de erosão costeira.
Não obstante esse facto, mais uma vez referimos: o mar deposita a areia nas praias e o vento encarrega-se de as transportar, acumulando-as em montes que depois formam as dunas.
São estruturas móveis (verdadeiros ecossistemas costeiros) que fazem a transição entre os sistemas marinho e terrestre e criam uma barreira de protecção à paisagem adjacente.
Por esse motivo, as Dunas teem de ser protegidas!
As correntes, os ventos e a ondulação marítima, originam a erosão e movimentação destas estruturas. Se a acção do homem não for sentida, na altura do Outono/Inverno, há o avanço do mar sobre a costa, mas, na Primavera/Verão, deveria sentir – se a reposição de sedimentos através da frente dunar. Ou seja, a natureza teem sempre uma forma de auto regulação.
A acção do homem, neste caso, é o Pisoteio, isto é, a construção de parques de estacionamento na zona posterior à duna, a circulação na mesma, o campismo selvagem e a prática de actividades motorizadas (existe uma lei, de 1995, que expressamente proíbe a circulação de veículos automóveis e ciclomotores nas praias e dunas, e cuja fiscalização pertence à Guarda Nacional Republicana).
Por esse motivo, os “Amigos do Caster” recomendam quando perante uma Duna tenham os seguintes cuidados:
1.Utilizem as passadeiras ou trilhos já existentes (nunca criem novos trilhos);
2.Não devem passear a pé, cavalo ou com veículos motorizados;
3.Não devem permanecer nas mesmas para usufruir de banhos de sol ou passear animais (A presença de animais domésticos, como cães ou gatos, é normalmente proibida nas praias concessionadas durante a época balnear. Quando permitida, os mesmos devem ser conduzidos por trela, não podem ser soltos, sob pena de multa);
4.Não retirem a vegetação das dunas;
5.Chamem à atenção de amigos e familiares para a correcta utilização das mesmas.

Texto de Rafael Amorim

3 comentários:

ALEXANDRE ROSAS disse...

Concerteza já o fizeram mas na dúvida proponho que comuniquem à Capitania para estar mais atenta. Cada vez são mais os que aproveitam as dunas para se estender ao sol.
Abraço
Alexandre Rosas

Rafael Amorim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafael Amorim disse...

Ola Alexandre. Não so enviamos para a Capitania como tambem para as seguintes entidades: Câmara Municipal de Ovar (Presidente, Vereador Ambiente); Comissão de Coordenação Região Centro; Guarda Nacional Republicana – EPNA; Governo Civil de Aveiro; e Administração da Região Hidrográfica do Centro, I.P. (antiga Autoridade de Recursos Hidricos). No nosso ponto de vista, e de todas as entidades, a Câmara Municipal, nos termos da Lei, pode regulamentar e intervir. Todavia, neste momento, o mais importante é informar, sensibilizar e alertar para os perigos. Por isso contamos com todos voçes. Abraço e obrigado pelo comentário. Rafael